quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Sem identidade

Hoje percebi que uma parte de mim está sem identidade...

Pareceu pesado?





Mas o fato é o seguinte:

fui preencher minha ficha de inscrição para o EPENN, que será realizado em João Pessoa na primeira semana de julho. Até este ponto tudo bem, não fosse um detalhe: na ficha de inscrição você deve indicar a que grupo de trabalho e pesquisa está vinculado. Para a minha surpresa não há foi criada a opção para aqueles que estão trabalhando e pesquisando as TIC, ou mesmo os que pesquisam sobre a EAD... estranho?

Estranho ainda o fato de que também a ANPED não "reconhece" esta linha de pesquisa...
Creio que nós, que estudamos, trabalhamos e pesquisamos sobre as TIC, sobre a EAD e sobre a Educação Online precisamos nos manifestar, oficialmente, para que tenhamos uma IDENTIDADE reconhecida e respeitada...

3 comentários:

Luis Paulo disse...

Pois é Fernando, apesar de todos os avanços na área da Educação e das inúmeras publicações nos últimos anos, nossa área não tem espaço no principal evento educacional que é a Reunião Anual da ANPED e as anpedinhas, entre estas o EPENN que é o principal evento do Norte e Nordeste que na última edição (2007) em Maceió, organizado por nosso PPGE teve cerca de 3000 inscritos e quase 1000 trabalhos científicos, superando em muito a ANPED nacional em números.
Em todos esses eventos a única opções que temos é o GT de Educação e Comunicação ou perifericamente os de Educação Superior ou Políticas Públicas. Não temos GT que focam as TIC (temática há muito em discussão na área) e EAD ou Educação Online (tema mais recente, mas presente em várias situações: políticas públicas, planejamento, avaliação, formação de professores/tutores, etc).
Vc tocou no nosso "nó" e levantou a "lebre" num momento muito importante, pois seu blog já é uma referência na área e podemos articular de forma colaborativa um manifesto, um anseio coletivo de termos uma identidade na ANPED.
Parabéns pela abertura d euma grande polêmica.

INFORMÁTICA COM A PROFªCYNARA disse...

É realmente lamentável Fernando!Mas,atualmente o que podemos fazer para mudar este "quadro"? Estou com você nessa Luta!
Abraços
Cynara

Carmen disse...

Também percebi isso, Fernando. É tanto que fiz minha inscrição em formação de professores. É importante que fatos como esse sejam denunciados, discutidos, provocando pelêmica e espero as mudanças necessárias. Exclusão quando se fala tanto em inclusão...