sexta-feira, 16 de novembro de 2018

AÇÕES DE EXTENSÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA (artigo)


AÇÕES DE EXTENSÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: a experiência de implementação numa universidade pública

Fernando Silvio Cavalcante Pimentel, Luís Paulo Leopoldo Mercado, Maria Auxiliadora Silva Freitas, Carmen Lúcia de Araújo Paiva Oliveira

Resumo


O presente artigo apresenta o processo de implementação de ações de extensão na modalidade a distância realizadas no âmbito da Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Analisa, inicialmente, essas ações no contexto da Universidade Aberta do Brasil (UAB), como processo formativo, em consonância com o Decreto nº 5.800/2006. Discute os aspectos conceituais concernentes à extensão universitária no desenvolvimento dos saberes acadêmicos e sociais, para refletir o papel da universidade pública nos diferentes campos de atuação, especialmente a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Descreve a experiência vivenciada pela Coordenadoria de Educação a Distância (CIED/UFAL), no tocante à realização de cursos de extensão na EAD. Finaliza com uma reflexão sobre os resultados obtidos, ressaltando a necessidade de rever conceitos e metodologias inerentes ao desenvolvimento das ações extensionistas.

Leia o artigo em: https://www.aunirede.org.br/revista/index.php/emrede/article/view/329

Elementos da Gamificação

Mapas conceituais desenvolvidos pelo Prof. José Ricardo Ferreira, meu orientando no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Alagoas.

                                 Mapa conceitual sobre os Componentes da Gamificação:



Mapa conceitual sobre as Dinâmicas da Gamificação:



Mapa conceitual sobre as Mecânicas da Gamificação:


quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Como planejar a gamificação na educação?

Mapa Conceitual: Framework da Gamificação na Educação
Fonte: Pimentel (2018)




Figura: Pirâmide dos elementos de Jogo
 Fonte: Adaptada por Werback e Hunter (2012)

terça-feira, 4 de setembro de 2018

CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO (CBIE 2018)
VI Workshop Sobre Tecnologias Móveis Na Educação
O presente Workshop propõe-se a ser um fórum em que educadores, da Educação Básica e da Educação Superior, e pesquisadores compartilhem experiências e resultados de pesquisa sobre o desenvolvimento e a integração das tecnologias móveis na Educação.
Maiores informações podem ser obtidas na página oficial do evento:
Orientações básicas:
As propostas para o VI WTME deverão ser submetidas apenas em mídia digital pela Web utilizando o sistema JEMS através do endereço:

Todas as submissões devem obrigatoriamente seguir o modelo para publicação de artigos da SBC. Alguns aspectos adicionais devem ser observados: 
- Os trabalhos submetidos para a Plataforma Ciência, Trilha 1, deverão ter entre 8 (oito) e 10 (dez) páginas incluindo tabelas, figuras e referências bibliográficas.
- Os trabalhos submetidos para a Sessão APPeritivos, Trilha 2, deverão ter entre 4 (quatro) e 5 (cinco) páginas incluindo tabelas, figuras e referências bibliográficas. Nessa trilha deve ser submetido ainda um arquivo complementar em formato texto (extensão .txt) e um link (endereço hiperlink) para acesso ao app ou vídeo demonstrativo do seu uso (preferencialmente publicado no youtube). 
- Os trabalhos submetidos não devem ter sido publicados anteriormente e nem estar em processo de avaliação ou edição para publicação em outro periódico; 
- Cada artigo deverá ser submetido para apenas uma trilha. Os artigos que forem submetidos para mais de uma trilha serão imediatamente rejeitados.
- Recomenda-se fortemente a referência a trabalhos publicados em edições da Revista Brasileira de Informática na Educação ou anais do SBIE, WIE e WTME, cujos acervos de artigos podem ser consultados livremente no endereço: 

- Idioma: serão aceitos trabalhos em Português, Inglês ou Espanhol; 
- As submissões que não estiverem finalizadas (com os dados solicitados pelo JEMS e o(s) arquivo(s) correspondente devidamente carregado segundo as regras estabelecidas) serão imediatamente rejeitadas; 
- Na folha de rosto do trabalho submetido, em ambas as Trilhas, não deverá constar nenhum tipo de identificação dos autores. Os artigos que trouxerem identificação de autoria serão imediatamente rejeitados. Os autores do trabalho submetido, em qualquer Trilha, obrigatoriamente omitirão no texto informações que permitam inferir a autoria do artigo. As informações de autoria deverão ser fornecidas exclusivamente na submissão pelo sistema JEMS. Os trabalhos que não seguirem esta orientação serão imediatamente rejeitados. Recomenda-se evitar a menção direta a nomes pessoais (professores, alunos, escolas, municípios, etc.) trocando-os por identificadores genéricos (Escola A, Aluno 1, etc.) 

Interessados devem atentar para datas importantes:
09/09/2018 - Data limite para submissão de trabalhos
25/09/2018 - Notificação de aceitação de trabalhos
30/09/2018 - Data limite para envio das versões finais dos trabalhos aceitos
============================================================
Coordenadores:
José Aires de Castro Filho  - Professor Titular da Universidade Federal do Ceará. 
Simão Pedro Pinto Marinho - Professor titular da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. 
Anne Alilma Silva Souza Ferrrete - Professora da Universidade Federal de Sergipe.
Ricardo Marques Nicolau - Docente no curso de Engenharia da Computação da Fundação Presidente Antônio Carlos.

sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Metodologias pedagógicas inovadoras

Instituto Federal do Paraná lança dos livros em formato e-book (e impresso também) sobre Metodologias pedagógicas inovadoras.


Volume 1. Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior / Eduardo Fofonca (Coord.); Glaucia da Silva Brito, Marcelo Estevam, Nuria Pons Villardel Camas (Orgs.). Curitiba: Editora IFPR, 2018. 197 p. v. 1 Formato: e-Book. ISBN 978-85-54373-02-3

Nesse volume 1, além de fazer parte do Conselho Editorial Científico, também tenho um capítulo, quando trato do planejamento de uma disciplina gamificada:

PIMENTEL, F. S. C.  Considerações do planejamento da gamificação de uma disciplina no curso de Pedagogia. In: FOFONCA, E.; BRITO, G. S.; ESTEVAM, M.; CAMAS, N. P. V. Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior. v. 1. Curitiba: Editora IFPR, 2018. p. 76-87.



Volume 2. Metodologias pedagógicas inovadoras: contextos da educação básica e da educação superior / Eduardo Fofonca (Coord.); Glaucia da Silva Brito, Marcelo Estevam, Nuria Pons Villardel Camas (Orgs.). Curitiba: Editora IFPR, 2018. 183 p. v. 2 Formato: e-Book. ISBN 978-85-54373-03-0

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Experimentos com RA e RV

Começamos a realizar alguns experimentos de RA e TV, pensando em seu uso em cursos de formação de professores.




sexta-feira, 1 de junho de 2018

Games-based learning research

Topics for research, studies, proposals, articles ....
  • Digital Game Design and Learning,
  • Role Playing Games,
  • Game-based Learning and Digital Competence,
  • Digital Literacy,
  • Digital Games and Storytelling,
  • Integration of Digital Games and Learning Content,
  • Digital Games in eLearning Environments,
  • Digital Games as Motivational Drivers,
  • Simulation and Gaming,
  • Digital Games and Virtual Reality,
  • Teachers’ Perspectives on Digital Games for Learning,
  • Game Developers Perspectives on Digital Games for Learning,
  • Digital Game Development and Entrepreneurship,
  • Practical Guides to Engaging with Digital Games for Learning,
  • Digital Games and People with Disabilities,
  • Current Uses and Emergent Trends in DGBL
  • Revisiting Games as Inter/Multidisciplinary subject
  • Gaming as Media
  • Representation in Games
  • Playfulness and the Medium of Games (Why/Not so Serious…?)
  • Building games
  • Pedagogical practice and gaming
  • Game design/development/theory – the un/holy? trinity
  • Changes in gaming culture
  • After the Storm (post gamergate theory)
  • Games production as critical medium
  • eSports theory


sábado, 26 de maio de 2018

Pedagogia da autoria

Mapa conceitual elaborado por Fernanda Josirene de Melo Ferreira, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação, como elemento de estudo e avaliação na disciplina Autoria Coletiva em AVAs.