terça-feira, 5 de maio de 2009

REVISÃO DE GTI



Prezados alunos de GTI,

Estamos às vésperas das avaliações da Unidade I. Tendo em vista a brevidade do tempo de todos, e aproveitando aquilo que a tecnologia nos oferece, vamos dar início a nossa revisão por meio do nosso blog.

Vejam como vamos utilizar:

Inicialmente clique no link do blog (ou copiem no seu navegador) e acesse o post REVISÃO DE GTI. Vocês poderão participar da revisão de 3 (três) formas:
1) Apenas acompanhando a revisão (menos indicado), lendo as postagens dos colegas e do tutor;
2) Enviando questões que para vocês não ficaram esclarecidas e que ainda estão em dúvida; e
3) Enviando questões e enviando respostas para as questões dos colegas da turma (é o mais indicado, tendo em vista o princípio da INTERAÇÃO – fundamento essencial na aprendizagem em EAD).

Como enviar questões:
Para enviar suas perguntas cliquem em COMENTÁRIOS, logo abaixo do post REVISÃO DE GTI. Enviem suas perguntas seguindo estes indicadores:

Nome:
Disciplina a que se refere a dúvida:
Dúvida/Pergunta:

Hipótese: (no caso de você perceber que tem alguma idéia do que se trata sua dúvida – é uma tentativa de resposta)

Como participar comentando/respondendo as perguntas dos colegas:
Cliquem em COMENTÁRIOS, logo abaixo do post REVISÃO DE GTI. Enviem suas respostas (participação) seguindo estes indicadores:

Nome:
Pergunta que você pretende responder:
Sua resposta para a pergunta:

No sábado iremos debater exatamente sobre estas questões que vocês irão aponta, por esta razão vejam a relevância da participação de CADA UM DE VOCÊS.

Estou a disposição.

14 comentários:

Doris disse...

Nome:Doris Brodt
Disciplina a que se refere a dúvida: Princípios de Marketing
Dúvida/Pergunta:Não entendi a diferença entre micromarketing e macromarketing.

Fotos Logo 14 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Arnaldo Medeiros disse...

Nome: Arnaldo Medeiros
Disciplina : Princípios de Marketing.

Macro Marketing são definidas a partir do conceito geral do negócio e de seu público alvo, sem aprofundar as diferenças regionais.

Micro Marketing: A personalização de ações ou planejamento de ações com o máximo de sintonia com as necessidades locais assume papel cada vez mais importante no marketing de qualquer empresa.
Conhecer o perfil do público alvo local, suas necessidades, desejos e expectativas e identificar parceiros com o perfil deste público são as vertentes principais para ações de marketing local precisas, funcionais e bem sucedidas.

Arnaldo Medeiros disse...

Nome: Arnaldo Medeiros
Disciplina: Empreendedorismo
Questão :
O que diferencia um empreendedor de um administrador ou empresário ?

E quando temos que ter todas essas habilidades ao mesmo tempo ?

Boa Prova para todos !

Doris disse...

O que diferencia um empreendedor de um administrador ou empresário?
Um empreendedor possui características extras, além dos atributos do administrador, eles são mais visionários. Quanto ao empresário, nem sempre é um bom administrador e muito menos empreendedor, ele muitas vezes tem o capital e a coragem, mas atuam de forma empírica e sem planejamento.


E quando temos que ter todas essas habilidades ao mesmo tempo?
Precisamos ter todas estas habilidades quando almejamos ter uma empresa com crescimento constante, enfim, um negócio de sucesso, algo duradouro e não simplesmente movido pelo momento do mercado.
Para tal não existe uma receita mágica para a transformação. Um dos meios de transformação é através da educação tradicional. Outro meio de tornar-se empreendedor é aprender o comportamento empreendedor. Isso acontece de maneira gradativa, a partir de experiências vivenciadas no cotiadano. Outro fator que contribui para a formação de empreendedores é a motivação.

Arnaldo Medeiros disse...

Nome:Arnaldo Medeiros
Disciplina: Empreendedorismo

Questão: Como podemos saber se temos caracteristicas de um empreendedor ?

E onde devemos tentar ter uma postura empreendedora ?

Arnaldo Medeiros disse...

Nome: Arnaldo Medeiros
Disciplina: Princípios de Marketing.

Cite exemplos de Bens conveniência e Bens Especiais ?

Cite exemplos de merchandising ?

Arnaldo Medeiros disse...

Nome: Arnaldo Medeiros
Disciplina : Principios de Marketing.


Aqui tem execelentes exemplos.

1. Bens não-duráveis: os bens não-duráveis são bens tangíveis normalmente consumidos ou usados uma ou poucas vezes, como cerveja e sabão. Como esses bens são consumido~ rapidamente e comprados com freqüência, a estratégia apropriada é torná-los disponívei~ em muitos locais, ter uma pequena margem de lucro no varejo e anunciar maciçamente para induzir à experimentação e ganhar a preferência do consumidor.

2. Bens duráveis: os bens duráveis são bens tangíveis normalmente usados durante um período de tempo, como geladeiras, ferramentas e vestuário. Os produtos duráveis normalmente exigem venda pessoal e serviços, trabalham com uma margem mais alta e requerem mais garantias por parte do fabricante.

3. Serviços: os serviços são produtos intangíveis, inseparáveis, variáveis e perecíveis. Como-resultado, normalmente exigem mais controle de qualidade, credibilidade de fornecedor e adaptabilidade. São exemplos de serviços cortes de cahelo e serviços de reparos.

Classificação de bens de consumo
A grande variedade de bens de consumo pode ser classificada em termos de hábitos de compra. Podemos distinguir entre bens de conveniência, de compra comparada, de especialidade e não procurados.

• Bens de conveniência são aqueles que o consumidor compra com freqüência, imediatamente com um mínimo de esforço. Exemplos: cigarros, sabonetes e jornais.
Os bens de conveniência podem ser subdivididos em três categorias. Os básicos são aqueles comprados regularmente. Um comprador pode comprar habitualmente ketchup Arisco, creme dental Sorriso e bolachas Maria. Os bens de impulso são comprados sem qualquer planejamento ou esforço de busca. Barras de chocolate e revistas são colocadas próximo ao caixa ou balcão porque os compradores não pensariam em comprá-los se não os vissem. Os bens de emergência são comprados quando há uma necessidade urgente - guarda-chuvas durante uma tempestade, lanternas durante um blecaute. Os fabricantes de bens de emergência devem colocá-los em grande número de pontos de venda para que o cliente possa encontrá-los quando precisar deles.

• Bens de compra comparados são bens que o cliente, durante o processo de seleção e compra, caracteristicamente compara em termos de adequação, qualidade, preço e modelo. São exemplos móveis, vestuário, carros usados e os principais eletrodomésticos.
Os bens de compra comparada podem ser divididos ainda em: bens de compra homogêneos, que são semelhantes em qualidade mas têm diferenças significativas no preço para justificar as comparações de compra, e bens de compra heterogêneos, que diferem em aspectos do produto e serviços e podem ser mais importantes que o preço. A empresa que fabrica um bem de compra comparada heterogêneo oferece maior variedade para satisfazer os gostos individuais e deve ter uma equipe de vendas bem treinada para informar e orientar os clientes.

• Bens de especialidade são bens com características singulares ou identificação de marca pelos quais um número suficiente de compradores está disposto a fazer um esforço extra de compra. São exemplos carros, equipamentos de som, equipamento fotográfico e ternos masculinos.
Um Mercedes é um bem de especialidade porque os compradores estão dispostos a se esforçar para comprá-lo. Os bens de especialidade não envolvem comparações; os compradores investem tempo e energia para chegar aos revendedores que têm os produtos desejados. Os revendedores não necessitam estar convenientemente localizados; contudo, devem deixar clara sua localização aos compradores potenciais.

• Bens não-procurados são bens que o consumidor não conhece ou normalmente não pensa em comprar. Detectores de fumaça são bens não-procurados até o consumidor tomar conhecimento deles através de propaganda. Exemplos clássicos de bens conhecidos mas não-procurados são seguros de vida, jazigos perpétuos, lápides e enciclopédias.
Os bens não-procurados necessitam de propaganda e apoio de equipe de vendas.

marconyf disse...

Analise Estratégica : Caros Colegas no PDCA o mais importante é a Fase de Planejamento ou na ora que estamos atuando pois ai voltamos a planejar?

marconyf disse...

Analise Estrátegica : a mudanças nas exigências dos clientes, tipo de produto/serviço, mudanças na tecnologia,atuação da concorrência e a capacidade do processo interno são fatores que influenciam :
1 - no significado das etapas PDCA;
2 - no tamanho de cada etapa do PDCA;
3 - na Valocidade do ciclo do PDCA

Arnaldo Medeiros disse...

Disciplina: Analise Estratégica.

A valorização do planejamento solidi ca todo o processo de
melhoria, uma vez que todas as ações da fase de execução
decorrem desta;

Arnaldo Medeiros disse...

Disciplina: Analise Estratégica.


A “velocidade” do ciclo PDCA.

Arnaldo Medeiros disse...

Disciplina: Analise de Estratégias.

De que forma o BSC pode complementar a abordagem de
Gestão por Resultados?

Arnaldo Medeiros disse...

Disciplina: Princípios de Marketing.

Qual a vantagem em conhecer os tipos de marketing ?