domingo, 13 de abril de 2008

O Caso Isabella Nardoni - e outros casos (em silêncio!)

São 22h34. Maceió num clima de outono, mas com temperatura de verão. Neste momento muitos lares brasileiros ainda estão estupefatos diante dos “novos” fatos sobre o caso Isabella Nardoni divulgados no programa dominical Fantástico.

E diante de tudo, fiquei pensando numa imagem que me chocou na noite de ontem, por volta das 19 horas, na praia de Pajuçara... Uma menina, descalça, anônima, provavelmente com seus 12 anos incompletos tentava persuadir turistas e maceioenses a comparem uma réplica do Louro José, feito de gesso para servir de cofre. Com certeza ela vai ter que percorrer muitas ruas, com sua mãe pajeando-a.

O que me impressiona é como a nação entra numa verdadeira comoção diante de um crime bárbaro, mas cala-se diante de tantos crimes bárbaros que acontecem diariamente em cada cidade...

Não quero minimizar e desprezar o fato Isabella. A nação gosta de deter-se a fatos bárbaros e midiaticamente divulgados. Quem não se recorda do menino João Hélio, arrastado por quadras do Rio de Janeiro? Foi comoção geral, nacional!

Gostaria apenas de compartilhar com meus amigos blogueiros e internautas a indignação perante de uma nação que prefere comover-se com aquilo que nada mais se pode fazer (a não ser justiça – será?!).

Não seria mais justo levantarmos os olhos para a realidade que nos cerca? Não seria melhor lutarmos para mudar aquilo que pode ser mudado?

Infelizmente o futuro de Isabella foi brutalmente interrompido. Mas há tantas outras meninas e também meninos que têm um futuro para ser construído. De quem depende?

Aqui compartilho uma foto divulgada no site http://www.casataiguara.org/port.htm - uma das muitas instituições que buscam fazer a diferença. Lembrei-me da Casa Dom Bosco aqui em Maceió – outra instituição que luta, dia-a-dia, pela manutenção de um ideal: dar um futuro para meninos de rua...

Fica aqui a indignação.
E muitos ainda estão ligados na “telinha”, querendo novidades sobre o caso Isabella... é até um gesto de solidariedade falar disso (dizem!).

14 comentários:

neneu disse...

É bem verdade que a sociedade apenas abre os olhos para casos de grande repercussão e fecha-os para cenas, que embora corriqueira, não passa de uma brutalidade, apesar do perigo a rua acaba sendo uma alternativa de vida para muitas crianças de favelas e de comunidades carentes, é notório que as maiorias das favelas são comandadas por traficantes que recrutam crianças para trabalharem para eles, e aí delas se não obedecerem, talvez não chequem a adolescência. Para escaparem, a rua acaba se tornando a única possibilidade de sobrevivência, outras crianças são forçadas pelos próprios familiares a trabalharem nas ruas para contribuírem com a renda familiar, percebemos que são muitos os fatores que fazem com que as crianças procurem as ruas, e isso vem ocorrendo cada vez com mais freqüência, podemos dizer que perdemos o controle, assim para muitos se omitir e fechar os olhos a essa realidade e colocar a culpa no governo acaba sendo a melhor saída.
Diva Malta
Avó do Manoel Iran Malta Orsi, aluno do 6 ano do colegio santa úrsula

Anônimo disse...

Professor, esse é o texto do trabalho que vale 5 pontos?
Aqui e sua aluna do 6ºa do santa ursula.

Bianca disse...

Pois é o caso da Isabella Nardoni foi muito brutal
pois o criminoso prescisava esganar,espancar a menina e jogar pela janela?Não.Ele deve ter uma prisao de muitos anos.Outros casos tambem ocorrem de causa nenhuma e prescisamos ajudar com isso.

Bianca Dantas
Santa Úrsula
6 ano C

Bianca disse...

Pois é o caso da Isabella Nardoni tenque ter justiça,o criminoso desse crime brutal,prescisava esganar,espancar a menina e jogar pela janela?Não.Esse criminoso tenque ter um prisao de muitos anos.E outros casos ocorrem em Maceió e em outros estados sem justificativa nenhuma e precisamos pelo menos ajudar um pouco.

Bianca Dantas
Santa Úrsula
6 ano C

Marluce disse...

É impressionante como as pessoas conseguem manifestar a sua indignação diante de casos como este, e não agem da mesma forma diante das causas da vulnerabilidade social, onde as vítimas mais indefesas são as crianças.
Todos os dias nos deparamos com crianças e adolescentes expostos a violência, nos sinais de trânsito, na orla tão bela da nossa cidade, nas periferias...Mas parece que nos acostumamos, a cena cotidiana parece tornar-se natural, por repetir-se tantas vezes diante dos nossos olhos.
Uma das causas do aumento de crianças na rua em nossa cidade, deve-se ao fato do fechamento de 5 núcleos do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil estarem fechados, significa que cerca de 900 crianças que participavam de atividades sócioeducativas, oferecidas nestes núcleos, estão sem nenhum acompanhamento, restando como opção apenas a rua e o retorno ao trabalho infantil. Poucas pessoas sabem que manter estes núcleos funcionando é uma competência da Prefeitura de Maceió, cujo prefeito prefere investir em obras de infraestrutura do que em políticas públicas.
A beleza do concreto não pode e não deve ofuscar a crueldade dos direitos violados e da infância que está sendo negada a estas crianças.


Marluce Pereira
Mãe da aluna Iasmin Pereira de Almeida, aluna do 6º ano B do Colégio Santa Úrsula

Karlinhos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Carlos Roberto disse...

Concordo integralmente com o seu comentário. É um absurdo como o nosso País continua sem projetos profundos nas áreas sociais e ainda macula tais projetos com planos de compra de votos como o vale-gás, bolsa família, etc. Enquanto reinar a impunidade no tocante à criminalidade e a falta de estrutura básica para se combater a fome, o analfabetismo e o desemprego, infelismente, não vislumbro sequer encontrar uma luz no final do túneo. É certo que ainda vamos nos deparar com casos como este da Isabella Nardoni. É certo que ainda vamos ver inúmeras crianças sendo usadas nos sinais de trânsito e nas praiais como venderoras para sustentar Pais irresponsáveis. Mas, se cada um de nós fizermos um pequeno esforço para tentar mudar este cenário, quem sabe, teremos um pingo de esperança nos nossos corações em ver um mundo melhor.

Carlos Roberto Ferreira Costa
Pai do Lucas Felipe Terencio Costa
6º ano E
Colégio Santa Ursula

Karlinhos disse...

COMENTÁRIO:
Concordo integralmente com o seu comentário. É um absurdo como o nosso País continua sem projetos profundos nas áreas sociais e ainda macula tais projetos com planos de compra de votos como o vale-gás, bolsa família, etc. Enquanto reinar a impunidade no tocante à criminalidade e a falta de estrutura básica para se combater a fome, o analfabetismo e o desemprego, infelizmente, não vislumbram sequer encontrar uma luz no final do túnel. É certo que ainda vamos nos deparar com casos como este da Isabella Nardoni. É certo que ainda vamos ver inúmeras crianças sendo usadas nos sinais de trânsito e nas praias como vendedoras para sustentar Pais irresponsáveis. Mas, se cada um de nós fizer um pequeno esforço para tentar mudar este cenário, quem sabe, teremos um pingo de esperança nos nossos corações em ver um mundo melhor.

Carlos Roberto Ferreira Costa
Pai do Lucas Felipe Terencio Costa
6º ano E
Colégio Santa Ursula

matheus disse...

professor eu acho isso uma vergonha para o nesso pais!

Karla Mirelle disse...

Eu concordo com esse texto assim como reflito e analiso esse caso triste. Não é normal acontecer casos que a família está envolvida com a morte da filha como aconteceu com Isabella Nardoni. Atualmente no Brasil, há muitas crianças que estão lutando para sobreviver na vida, a maioria sem uma família como apoio, sem uma educação suficiente e sem motivação. Eu acho que para mudar essa situação, o governo deve investir diretamente e principalmente na educação.

Karla Mirelle T. Costa irmã de Lucas Felipe T. Costa
6° E
C.S.U

Anônimo disse...

eu acho isso horrível,se nós estamos sofrendo imagine a família da Isabella.Eu acho que quem cometeu o crime tenha muitos anos na prisão, para o pai dela e a madastra, isso é um absurdo!!

Júlia Almeida 6 ano "e" colégio Santa Úrsula

lucas disse...

Eu acho isso uma vergonha para o nosso país.Devemos acabar com isso já!



Lucas Felipe T. Costa

pedro vitor gonçalves monteiro disse...

Eu acho isso horrível,se nós estamos sofrendo imagine a família da Isabella.Devia era matar os dois porque isso ñ é coisa q se faz porque eles daqui a pouco vão estar soltos

Pedro vitor Gonçalves Monteiro
7°ano E

Priscila disse...

mas e prof. a midia so se interessa
pq a familia tem dinheiro...
por que tantas crianças morrem pior por coisass orriveis e ele s ñ botam pq????
R=pq elas num tem dinheiro!!!!
ESSA E A REALIDADE!!!!